Análise ao Asus Zenpad S 8.0 Deluxe Edition

(Reprodução/Internet)

 

O mercado dos tablets está numa fase menos boa e, a prova disso mesmo, é o número reduzido de análises que temos feito a este tipo de equipamentos. No entanto, vindo da Asus, chegou-nos um tablet que merece a nossa e a vossa atenção: o Asus Zenpad S 8.0.
A história da Asus na área dos tablets já vai bem longa. Quando surgiu a primeira versão do Android para tablets, o Honeycomb 3.0 que foi lançado em 2011, a Asus lançou o EeePad Transformer. Desde então, o mercado dos tablets tem vindo a ter a presença assídua da Asus, sendo que acabou por produzir um tablet com o marca da Google, o primeiro Nexus 7.
Agora, a Asus surge no mercado com este Zenpad S 8.0, claramente a competir com a Apple e o seu iPad Mini 4. Neste seu novo tablet, a Asus apresenta um ecrã IPS com uma resolução de 2048 x 1536 pixeis e 324ppi. A nível de processamento, a Asus mantêm-se fiel à Intel, implementando o processador Intel Atom Z3580 de 64 bits, capaz de atingir velocidades de processamento na ordem dos 2.33 GHz. Um dispositivo bastante interessante e que vamos analisar ao pormenor ao longo deste artigo.
Nota para o facto de termos a oportunidade de testar este equipamento na sua versão mais completa: a Deluxe Edition. Esta versão conta com uma série de acessórios bastante interessantes.
(Reprodução/Internet)

 

(Reprodução/Internet)

 

(Reprodução/Internet)

 

(Reprodução/Internet)
O Asus ZenPad S 8.0 apresenta-se com 203.2 x 134.5 mm, contando com um peso de 298g apenas. De espessura, tem apenas 6,6mm o que faz com que este equipamento seja bastante agradável de segurar apenas com uma mão. A proporção de ecrã-corpo deste tablet é de 76,5%, o que é um bom rácio para equipamentos deste género. Aliás, existem vários equipamentos no mercado com um rácio bem pior. A colocação das colunas em cima e em baixo do ecrã, acaba por ser o elemento mais determinante para que este rácio não seja maior. Com a cor preta, o design acaba por sofrer menos que com a cor branca, dado que não se nota os limites do ecrã, pelo menos quando este se encontra desligado.
Mas vamos olhar para o design geral deste equipamento. Na frente, o dispositivo apresenta as duas colunas (acima e abaixo do ecrã, tal como já tinha referido acima). A toda a volta do tablet, encontramos uma moldura metálica que separa o corpo plástico do Zenpad S 8.0 do ecrã Gorilla Glass de terceira geração. Na parte de trás, uma outra moldura metálica separa um suave plástico da uma parte em couro, que dá um pouco de aderência extra quando estamos a segurar no ZenPad S 8.0 (depende da forma como estamos a agarrar o dispositivo). Ainda na frente, podemos encontrar a câmara frontal de 5MP disponível para as nossas vídeo chamadas, ou então simplesmente para tirarmos algumas selfies.
Na lateral direita, podemos encontrar os botões de volume e de ligar/desligar o dispositivo. Não existe qualquer indicação sobre para que serve cada um dos botões (na verdade, quem é que precisa de tal indicação?), sendo que estes se encontram bem salientes e fáceis de encontrar. Na verdade, isto vai um pouco contra aquilo que é o design que tem vindo a ser adotado pelas marcas mas, ainda assim, facilita bastante quando apenas queremos encontrar o botão para baixar o volume ou até mesmo desligar o tablet, sem a necessidade de ter de estar a olhar para a lateral do equipamento. Na lateral esquerda, está escondido e bem disfarçado o acesso à slot onde podemos introduzir um cartão microSD para expandir a memória interna do Zenpad S 8.0.
No topo, apenas encontramos a saída 3.5mm onde podemos ligar os nossos auriculares para desfrutar da nossa música sem incomodar os nossos vizinhos do lado. Na parte de baixo, é possível verificar a existência de uma porta USB Type-C, assim como de um microfone.
De notar que todas as laterais do ZenPad S 8.0 têm um toque tipo borracha, o que permite uma aderência extra quando estamos a segurar no tablet. Isto é bastante importante já que a parte traseira é algo escorregadia, tirando no local onde tem o couro.
Para além do grande plástico que cobre a parte traseira, podemos encontrar também a câmara principal do equipamento, que conta com 8MP. Esta câmara encontra-se encostada a um canto do tablet, garantido que quando estamos a tirar fotografias com o Zenpad S 8.0, não haverá o risco de colocar os dedos à frente da mesma. No entanto, a câmara encontra-se excessivamente saída em relação à parte traseira do tablet, pelo que, caso não use uma capa de proteção e não tenha cuidados extra, de certo que aparecerá com vários riscos na proteção da lente da câmara. Nota ainda para a falta de um elemento nas costas do Zenpad S 8.0: o flash. Se é um amante de fotografia, aqui pode estar um problema caso pretenda comprar o Zenpad S 8.0. Ainda assim, falaremos disso mais à frente.
Nesta edição do Zenpad S 8.0 que recebemos para teste, a Deluxe Editon, este faz-se acompanhar por uma capa da própria Asus. Este elemento, para além de conferir uma proteção extra ao Zenpad, consegue também conferir um ar mais profissional ao equipamento. A capa é bastante agradável de se usar e permite segurar o tablet na posição vertical para quando estamos a ver vídeos por exemplo. A nível de design, este elemento eleva o Asus Zenpad S 8.0, conferindo-lhe um ar extremamente profissional, até pelo suporte para a caneta própria para este equipamento. É neste tipo de detalhes que muitas vezes as marcas fazem a diferença e a Asus, nesse aspeto, tem vindo a conseguir marcar muito bem a sua posição.
(Reprodução/Internet)
A Asus transportou a sua ZenUI para este Zenpad S 8.0. Isto faz com que se fique bastante longe da experiência de utilização do Android de raíz. Muitas das vezes, este é um ponto negativo e até temos vindo a apresentar várias vezes esse argumento nas nossas análises aqui no Android Emotions. No entanto, neste caso, a ZenUI da Asus acaba por não prejudicar em nada a experiência de utilização do Android, sendo que em alguns casos até acaba por ser uma melhoria. Este tipo de afirmações é muito raro da minha parte, mas neste caso é mesmo uma realidade.
Para começar, a interface é altamente personalizável, garantindo que qualquer utilizador a possa configurar para pôr a seu gosto. A ZenUI também é mais inteligente que a interface stock do Android quando chega a altura de ordenar as aplicações recentemente instaladas. Depois da instalação de uma aplicação, a ZenUI é capaz de a organizar automaticamente, arrumando-a num conjunto de pastas que são previamente definidas. Caso não exista uma pasta especificada para a categoria da aplicação instalada, a ZenUI cria uma automaticamente, garantindo assim que todas as nossas aplicações se encontram organizadas e arrumadas, em vez de andarem todas ao monte.
 A Asus tem tido o cuidado de não mexer no que o Android já tem de bom, e é por isso que a ZenUI acaba por ser uma interface bastante agradável de se usar, e com a qual acabamos por não implicar. Exemplo disso, é o painel de notificações que mantém a mesma funcionalidade que o Android Stock, mas com a personalização da própria Asus. Também o menu que permite a troca entre aplicações, mantém-se exatamente igual ao que a Google apresenta nos seus dispositivos Nexus.
(Reprodução/Internet)

 

(Reprodução/Internet)
O ecrã de bloqueio apresenta-nos informação bastante útil, como é o caso da meteorologia, localização atual e todas as notificações que tivermos pendentes. Para além disso, também temos acesso rápido a algumas aplicações, como a câmara, email e browser. Podemos iniciar qualquer uma destas aplicações com um simples carregar e deslizar sobre o ícone da aplicação.
No meio de tantas possibilidades de personalização, não é surpresa nenhuma que até a gaveta de aplicações seja personalizável. Na verdade, a ZenUI permite escolher qual o tamanho da grelha de aplicações, o tamanho da letra, o tipo de ícones etc. Na verdade, a ZenUI permite que possamos personalizá-la da maneira que nós quisermos. A ZenUI é a interface de utilização perfeita para aqueles que gostam de ter tudo a seu gosto, já que permite mudar fundos, ícones, fontes de sistema, etc.
No pack que a Asus nos forneceu, temos a oportunidade de testar o o Zenpad S 8.0 com a caneta da própria Asus. Esta caneta é bastante útil, com um design bastante apelativo. É fácil de usar no nosso tablet a caneta, sendo que esta oferece-nos várias funcionalidades de acesso rápido. Escrever e desenhar com a caneta no Zenpad S 8.0 é bastante agradável também, sendo que o dispositivo apresenta uma boa resposta.
O pack que recebemos para teste por parte da Asus, eleva este Asus Zenpad S 8.0 para um dos melhores tablets que já tivemos oportunidade de testar aqui no Android Emotions. O preço pode parecer um pouco exagerado (está à venda por 399,99€), mas convém não esquecer o excelente hardware que equipa o Zenpad S 8.0, assim como os acessórios que complementam este pack. O processador de 64 bits e os 4GB de RAM fazem com que este tablet consiga perdurar no tempo. Torna-o interessante para uso a nível pessoal ou até mesmo a nível de trabalho. Para ajudar nisso, o ecrã com uma excelente qualidade e também a bateria de alta capacidade, tornam este tablet um dos melhores na relação qualidade vs preço. É de destacar a capacidade da Asus em conseguir melhorar a experiência de Android através do seu próprio launcher ZenUI.
Matéria cedida pelo Android Emotions
 

Guilherme Alves

Um jovem apaixonado por tecnologia, que gosta de trazer ao seu público diversas novidades. Apresentador do canal TecDuos e Info Android.

Loading...

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home/u0264235/public_html/wp-includes/functions.php on line 3743